Secretarias

Saúde

SAMU 192

Em caso de emergência, ligue 192.
O SAMU irá atendê-lo onde você estiver.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) atende 24 horas por dia urgências e emergências de natureza traumática, pediátrica, ginecológica, obstetrícia e de saúde mental.
Todo atendimento é realizado por profissionais da área de saúde, capacitados para agir em situações de urgências e emergências.

Ao discar 192, você será atendido por uma central de regulação do SAMU-RS, que conta com profissionais de saúde e médicos treinados para dar orientações de primeiros socorros por telefone. São estes profissionais que definem o tipo de atendimento e equipe adequada para cada caso.

Importante

A chamada para o 192 será atendida pela equipe do SAMU estadual, sem interferência da Secretaria da Saúde de Flores da Cunha.

O SAMU atende ao paciente na sua residência, local de trabalho, via pública, escola, etc.
Ligando para o 192, o atendimento chega onde você estiver. A equipe presta atendimento já no local e no menor tempo possível, salvando vidas e diminuindo riscos.

O programa oferece direcionamento para o serviço de saúde mais próximo e adequado a cada caso.

Unidade de Suporte Básico

Flores da Cunha conta com uma Unidade Móvel de Suporte Básico, que dispõe de medicações, rede de oxigênio, prancha longa de madeira para imobilização da coluna, colares cervicais, talas de imobilização de fraturas e ressuscitador manual adulto e infantil.

Quando chamar o SAMU?

• Na ocorrência de problemas cardio-respiratórios;
• Em casos de intoxicação: ingestão de medicamentos, produtos químicos, venenos, inalação de gases tóxicos, picadas de insetos venenosos, qualquer tipo de drogas etc;
• Em casos de queimaduras graves;
• Em trabalhos de parto onde há risco de morte da mãe e/ou bebê;
• Em casos de tentativas de suicídio;
• Em crises hipertensivas ou diabéticas;
• Em acidentes com traumas ou vítimas;
• Afogamentos;
• Choque elétrico;
• Acidentes com produtos perigosos.

Saiba como funciona a regulação inversa

Com a finalidade de qualificar o atendimento e facilitar o acesso ao serviço, a Secretaria Municipal da Saúde de Flores da Cunha pode acionar a Regulação Inversa no serviço prestado pelo SAMU 192.

A Regulação Inversa avalia as dificuldades encontradas na regulação do SAMU quanto ao tempo de resposta real para deslocamento da ambulância, as diferenças regionais e a diferença de capacidade instalada dos complexos reguladores nas microrregiões. No caso de Flores da Cunha surgiram problemas em virtude da regulação ser centralizada em Porto Alegre e com demanda de vários municípios.

Dessa forma, a Secretaria Municipal da Saúde de Flores da Cunha com a parceria da Brigada Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, inicia a Regulação Inversa, que permitirá que estes órgãos possam acionar o SAMU diretamente, sem a necessidade de intermediação da Central Reguladora de Porto Alegre, agilizando o atendimento.

Esta forma de regulação já vem sido utilizada nos municípios de Carlos Barbosa, Teutônia e Lajeado.

Comentar

Fechar
*Não será divulgado.